segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Comandado por ex-treinador do ASA e contando com revelações do CSA, CEO inicia preparação para a Série B do Alagoano

O CEO conta com um elenco de 30 jogadores. (Foto: Divulgação/CEO)


Com o objetivo do acesso para a elite do futebol estadual, o CEO iniciou a preparação para a Série B do Campeonato Alagoano nesta segunda-feira, e divulgou uma lista com 30 jogadores que fazem parte do elenco para a disputa da competição. Ex-Coruripe e ASA, Jaelson Marcelino comandará a equipe. 

Revelados pelas divisões de base do CSA e recentemente emprestado ao Murici, o volante Sorin e o zagueiro Romário estão na lista. Além deles, o elenco do CEO conta com outros 5 que estavam disputando a Série D do Campeonato Brasileiro pelo Murici: os laterais Jakson e Danilo, os meias Ivanzinho e Diego Renato, e o atacante Tarciso. O time de Olho d'água das Flores também utilizará 10 jogadores revelados pelas categorias de base. 

Confira a lista completa do novo elenco do CEO: 

Goleiros: Diogo (Ex-ASA), Rafael (Ex-CSE) e Eduardo (CEO). 
Laterais: Elenilton (Ex-Penedense), Jakson (ex-Murici), Danilo (ex-Murici), Junior (base), Jefferson (base) e Douglas (base) 
Zagueiros: Romário (Ex-Murici e CSA), João Marcos (CEO), Jadson (CSE), Aderbal (Ex-Coruripe) e Ozeias (base) 
Volantes: Sorin (Ex-Murici e CSA), Jacobina (ex-Ipanema), Mazinho (ex-Coruripe), Jamerson (base) e Rarisson (base). 
Meias: Ivanzinho (Ex-Murici), Diego Renato (Ex-Murici), Aurélio (Ex-Coruripe), Felipe e Igor (base). 
Atacantes: Ivan (Ex-Coruripe), Tarciso (Ex-Murici), Lucão (Ex-Penedense), Cicinho (base), Cesar (base) e André (base).

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Willian José é apresentado em clube espanhol

Willian José assinou contrato de cinco temporadas com o Real Sociedad (Foto: Divulgação)
O atacante Willian José foi apresentado como reforço do Real Sociedad, da Espanha, nesta terça-feira (09). Será o quarto clube espanhol na carreira do jogador de 24 anos, que assinou contrato de cinco temporadas com a nova equipe. Natural da cidade de Porto Calvo, o alagoano é irmão do zagueiro Willames José, que defende o ASA.
“Estou com muita vontade e muito contente por estar no Real Sociedade. Espero dar muitas alegrias para todos. Temos agora que trabalhar e correr muito para estar à disposição da comissão técnica. Conheço o Real, já vim jogar contra três vezes, uma pelo Real Madrid e outras duas pelo Las Palmas. É uma equipe grande e com toda estrutura para nós jogadores”, afirmou o alagoano em entrevista coletiva. 
Willian José foi campeão Sul-americano e Mundial pela
Seleção brasileira Sub-20. (Foto: Getty images)
Willian foi contratado em definitivo pelo Real Sociedade junto ao Desportivo Maldonado, do Uruguai, em que era vinculado. Na última temporada, o atacante estava no Las Palmas, também da Espanha, onde marcou dez gols em 34 jogos. Ele ainda defendeu o Real Zaragoza e o Real Madrid (este, em que atuou no time principal e no time B). Ele balançou as redes 24 vezes em 87 partidas disputadas na Europa, sempre emprestado pelo clube uruguaio.
Revelado pelas categorias de base do Grêmio Barueri, Willian José tem passagens por São Paulo, Santos e Grêmio. O atacante nunca chegou a atuar pelo Desportivo Maldonado. Pela Seleção Brasileira Sub-20, o alagoano foi campeão Sul-americano e Mundial.


quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Ex-Palmeiras, Bruno Dybal acerta com clube português

Ele assinou contrato de um ano com o Gil Vicente. (Foto: Divulgação)
Revelado pelas categorias de base do Palmeiras, o meio campista Bruno Dybal acertou sua ida para o futebol português. O jogador de 22 anos assinou contrato de uma temporada com o Gil Vicente. 

"É a minha primeira temporada no futebol europeuestou muito feliz por essa oportunidade. Espero fazer uma grande temporada com a camisa do Gil Vicente", destacou Dybal, que estava no Figueirense. 

O meio campista recebeu a camisa 28, a mesma que usou quando se profissionalizou no Palmeiras. Ele contou que chance de enfrentar adversários como Porto, Benfica e Sporting, pesou na escolha pelo clube português. 

No novo clube, Bruno vai jogar ao lado do atacante Hugo Ragelli, companheiro de equipe na base do Palmeiras. Dybal acredita que a parceria pode ajudar muito o time. 

"Eu e o Hugo jogamos juntos uns 3 anos e conquistamos títulos na base do Palmeiras. Já temos esse entrosamento a nosso favor, esperamos colocar em pratica aqui", falou.  

Além do alviverde de Palestra Itália e o Figueirense, o jogador também já defendeu o Oeste e o Ventforet Kefu (Japão). Bruno Dybal destacou ainda desejo de um dia voltar para o Palmeiras.  

"Palmeiras é um grande clube. Todos jogadores têm vontade de jogar em um clube tão grande como o Palmeiras. Eu já tive esse privilégio, e é claro que sonho um dia em voltar", encerrou. 
Bruno Dybal foi revelado pelas categorias de base do Palmeiras. (Foto: Divulgação)

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Você sabia? Jogador do CRB já defendeu a seleção da Argentina

Razzoti foi revelado pelo Vélez. (Foto: Divulgação)

Natural de Buenos Aires, Franco Razzotti atuou na Seleção Argentina na vitória por 3 a 2 sobre a Costa Rica, quando defendia o Vélez Sarsfield, em 2010. O volante do CRB foi comandado por Diego Maradona, treinador da equipe na época. 

A partida amistosa foi realizada no dia 27 de janeiro de 2010, no Estádio de San Martin, em San Juan, na Argentina. Razzoti iniciou o confronto no banco de reserva, e aos 26 minutos do segundo tempo foi colocado em campo por Maradona. 

Com exceção do meio-campista Mario Bolatti, que defendia a Fiorentina (Itália), todos os jogadores convocados atuavam em clubes argentinos.  O jogador do Galo também chegou a ser convocado pelo técnico Sergio Batista para um amistoso contra a Venezuela em março de 2011, mas não entrou em campo. 

O CRB é o primeiro clube do argentino de 31 anos no Brasil. Além do Vélez Sarsfield, o volante já atuou em seu país no Independente e no Defensores. Franco Razotti também já defendeu o Sporting Cristal e o Desportivo Municipal, ambos do Peru, e o FC Vaslui, da Romênia. 
CRB é o primeiro clube de Franco Razotti no Brasil. (Foto: Ascom CRB)

sábado, 30 de julho de 2016

Adaptado com o futebol do Irã, Magno revela desejo de voltar a defender o CSA

Magno é um dos destaques do Gostaresh Foulad (Foto: MEHRVARZ AHMADI)

Alagoano natural da cidade de Poxim, o volante Magno ficou conhecido no futebol local defendendo as cores do CSA. Anos depois de ser campeão alagoano e ajudar a equipe eliminar o Santos na Copa do Brasil, em 2009, o jogador está atuando bem longe do Brasil, especificamente no Irã. Ele continua defendendo a cor azul, mas dessa vez, do Gostaresh Foulad.
 
Magno chegou no clube iraniano em julho de 2014 e recentemente renovou seu contrato por mais um ano. Titular do Gostaresh Foulad, o alagoano é um dos principais destaque do time nos últimos anos. Ele informou que pretende continuar jogando no exterior por mais algumas temporadas, mas tem o desejo de futuramente voltar a vestir a camisa do CSA. "Sonho em jogar no CSA, mas só daqui uns 3 ou 4 anos quero voltar a atuar no Brasil", disse.  

Está fácil viver aqui, estou bem adaptado e é o que me faz continuar jogando no país. As pessoas são bem respeitadoras, educadas. É bem diferente do que muitos pensam, é até mais fácil viver aqui do que no Brasil", descreveu o volante, que continuou falando sobre o futebol no Irã: É muito corrido, alguns times ainda têm a qualidade do passe, mas a maioria joga com muitos lançamentos e é raro ver os volantes saírem jogando”.  
O volante foi campeão alagoano pelo CSA, em 2008. (Foto: Gazeta Press)

Magno iniciou a carreira na base do Confiança-SE, onde se tornou profissional. Em 2007 foi para o Coruripe e no ano seguinte chegou ao CSA. Ele revelou que chegou ao Azulão para ser avaliado pelo técnico Celso Teixeira e ficou só treinando durante o primeiro turno do Estadual, até que o clube decidiu contratá-lo. “O salário oferecido era muito baixo, mas por estar começando no futebol e eu não ter mercado, preferi continuar no clube a ter que voltar para casa. Muitas pessoas acham que até fui revelado pela base do CSA, mas não fui”, observou. 

Durante a competição, Zé do Carmo assumiu o clube no lugar de Celso Teixeira. Foi quando Magno teve a primeira oportunidade de estrear pelo CSA. “Lembro como hoje, foi uma partida contra o ASA, que tinha sido campeão do primeiro turno. Fui bem no jogo, continuei como titular e no final fui escolhido como revelação do campeonato”, relatou Magno.  

Naquele ano, o CSA conseguiu vencer o segundo turno e na final contra o ASA sagrou-se campeão alagoano 2008. Esse, que foi o último título estadual da primeira divisão que o clube conquistou. 

“Jogar no CSA é maravilhoso, fui realmente saber o que é ser jogador de futebol quando atuei pelo clube. Quando via a torcida chamar meu nome era muito emocionante, esquecia de tudo e procurava sempre fazer o melhor. Foram dois anos muito bons no Azulão, e um dia penso em voltar”, encerrou o jogador de 30 anos.